Junho Violeta: Conscientização sobre a violência contra idosos

Créditos da imagem: HojeCentroSul

15 de junho é o dia Mundial da Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. A data foi instituída pela ONU e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa.

“Existem várias formas de violências mais praticadas contra a população idosa, destacando-se principalmente as violências psicológicas, físicas e sexuais, bem como o abandono e a negligência.” (Site Hoje Centro Sul)

Informe-se na sua cidade se terão atividades relativas a esta campanha. Basta procurar no Google por “Junho Violeta” que encontrarão várias atividades neste sentido.

Em Manaus, por exemplo, há um cronograma de várias atividades online que abordarão este tema.

Vale lembrar que as denúncias sobre maus tratos à pessoa idosa podem ser feitas através do número 100.

Deixo aqui a dica dessa live que vai acontecer no instagram às 20h:

@josedearimateiaoficial

EXPLORE MELHOR O SITE VISITANDO AS PÁGINAS PRINCIPAIS:

Sobre | Cursos | Livros |Contrate | Clube do Cuidador | Emprego | Vídeos | Contato

PARTICIPE DAS NOSSAS REDES SOCIAIS:

– Faça parte do Grupo Cuidadores de Idosos do Brasil no Facebook ou adicione o nosso perfil no Facebook. | Siga-nos no Instagram e no Twitter.

Maus-tratos contra idosos em clínicas

Maus-tratos contra idosos é crime. E também é, acrescento, uma responsabilidade não só de quem comete este crime terrível, mas de toda a nossa (hipócrita e silenciosa quando convém) sociedade.

maus tratos contra idosos
Créditos da ilustração: Senado Federal no Twitter

Ontem estava lendo essa notícia no Portal G1:

Polícia Civil investiga denúncia de maus-tratos contra idoso que morreu em clínica de Rio Preto

Resumindo a notícia: Idoso estava internado na clínica há 6 meses. Dia 26 de fevereiro a família foi acionada informando que o idoso não estava passando bem (procedimento padrão, correto). Então ele foi levado para a UPA onde foram constatados ferimentos graves que geraram a suspeita de maus-tratos. Depois ele foi transferido para o Ambulatório Médico de Especialidades, e veio a falecer no dia 29. A filha deste idoso de 72 anos foi quem registrou esta ocorrência que está a cargo do delegado Laércio Ceneviva do 3º Distrito Policial de Rio Preto:

“A investigação foi iniciada, já colhemos as declarações e a representação da filha da vítima. Agora será comprovado, por meio de laudos periciais e necroscópicos, bem com provas testemunhais de pessoas da clínica que trabalham e estão internadas lá, se houve maus-tratos”

Minha opinião como cuidadora de idosos com experiência de já ter trabalhado em clínica

Antes de tudo, preciso dizer uma coisa que todo mundo sabe, mas que preciso referir aqui antes de começar: há pessoas boas assim como há pessoas ruins no mundo; há cuidadores bons e claro, também há cuidadores maus; há clínicas boas e também há clínicas más. Não podemos generalizar achando que tudo é igual, certo? Entendido esse ponto? Então está bem.

Sobre a notícia acima, está sob investigação e então não podemos ainda afirmar o crime antes de tudo ter sido provado, mas vou usar como base para o que vou contar sobre estes crimes contra idosos em clínicas e outras instituições de longa permanência.

Por que acontecem maus-tratos a idosos em clínicas?

Porque, como referi, há no mundo pessoas boas e pessoas más, simples (e assustador) assim. (E há, neste assunto falarei num próximo post sobre o tema, além das pessoas que cometem o ato criminal em si, aquelas que “fecham os olhos” e por isso são coniventes).

De um modo geral, e não apenas para com os idosos, vivemos na lei da selva: é um querendo comer o outro como se disso dependesse a sua sobrevivência (claro, não depende, mas mentes criminosas pensam assim).

O que estou falando é da covardia, de sempre haver alguém ou um grupo que quer oprimir aquele outro que considera mais frágil ou vulnerável. Covardia mesmo, porque oprimem aquele que não tem como se defender.

Isso acontece o tempo todo na nossa sociedade: há aqueles que se consideram fortes e para isso oprimem os fracos, há ricos que se acham na posição de oprimir os pobres, etc. (claro, estou falando de certas pessoas ou certas pessoas em certos grupos e não de todas as pessoas ou de todos os grupos, como referi há pessoas boas e más no mundo e cada um é cada um).

Há pessoas que, simplesmente, se sentem numa posição de superioridade em relação às outras. E se sentem livres para fazer o que quiserem da vida das outras.

Não sei o que gerou tais ferimentos no senhor que faleceu. Não sei se foi agressão, briga, queda, negligência (a notícia não me informa se ele por exemplo não era um paciente acamado, que devemos mudar constantemente de posição, também não me informa onde eram os ferimentos no corpo dele) ou outra coisa.

A única coisa que sei, e que posso afirmar é que maus-tratos contra pessoas idosas existem sim e que este tipo de covardia deve ser combatida. E que fechar os olhos a isto – seja você quem for – é ser conivente e permitir que este crime continue acontecendo.

Este é um assunto muito sério que pretendo continuar trazendo aqui. Em breve escreverei um post sobre como evitar que estes maus-tratos contra idosos aconteçam em clínicas, afinal de nada adianta falarmos que há pessoas más no mundo e termos que aceitar; pelo contrário, deveremos ter consciência sim mas precisamos de, sobretudo, agir. E este é um papel que é de todos: clínicas, cuidadores, famílias, profissionais de saúde e a nossa sociedade de um modo geral.

Quer enviar algum depoimento ou me contar sua experiência nesse assunto? Fale comigo na página Contato.

EXPLORE MELHOR O SITE VISITANDO AS PÁGINAS PRINCIPAIS:

Sobre | Cursos | Livros | Contrate | Clube do Cuidador | Emprego | Vídeos | Contato

PARTICIPE DAS NOSSAS REDES SOCIAIS:

Faça parte do Grupo Cuidadores de Idosos do Brasil no Facebook ou adicione o nosso perfil no Facebook. | Siga-nos no Instagram e no Twitter.